Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Com o Mundo ao colo

Inês Galego, em 11.05.17

 

 

Amor.jpg

 

 

Foi no dia desta fotografia que comecei

a escrever este texto.

Tinha o meu bébé ao colo no braço esquerdo

e deu-me

uma vontade/necessidade enorme de escrever.

Pedi o telemóvel ao Papá e fui escrevendo com

a mão direita.

Com este Amor ao colo só poderia

escrever algo assim.

 

 

 

                                                       Portalegre, 8 de Agosto de 2016

 

 

Sempre gostei muito de fazer anos e continuo a gostar.

Conta a minha Mãe que ainda pequena começava a fazer os convites em Janeiro.Faço anos em Agosto…

Amanhã vou fazer 36 anos e farei 10 meses e 4 dias como Mãe.


10 Meses e 4 dias de dedicação,espanto,alerta constante,fascínio pela genética e pelo Milagre da Vida.
Sem desligar o botão.Aliás, penso que o botão se desintegra no momento em que o nosso bebé chora pela primeira vez.
Aquele momento em que trazemos ao Mundo uma nova pessoa, uma pessoa pequenina.Uma pessoa feita por nós.
Haverá maior mistério?

 

A Grandeza do Ser Humano num choro que acorda o mundo e que a Natureza cala no momento em que o encostam a nós.
No momento em que nos tocamos cá fora e em que sentimos que o cordão deu lugar ao sentimento de pertença.
Somos um do outro.Não esquecendo nunca o Pai.

 

Se gostava de fazer anos agora a vontade e a necessidade de festejar são diárias.
E os convites são feitos todas as noites, com o Mundo ao colo.

Espero ajudá-lo a compreendê-lo e a chegar lá.Onde quiser,perto ou longe,a pé ou de foguetão.Espero que compreenda verdadeiramente o quão ainda é injusto para as Mulheres e desejo que intervenha nesse sentido.Que faça a sua parte,mesmo que pequena,verdadeiramente sincera.

 

Espero deixar de lhe dar no bico quando chegar a hora e assim ajudá-lo a Viver.Que vá e que descubra a pureza dos afectos,dos lugares,das pessoas e já agora que me mande um postal.
Espero que encontre alguém à altura,o que será difícil (apesar de tudo sou Mãe),mas pelo menos que encontre com largura para o poder abraçar e sentirem-se um só.

 

Entrarei dentro da redundância do completamente completa se for um Homem bom,corajoso e fiel ao que lhe vai na alma e no pensamento.Espero que acredite,que exponha e que discuta.
Que se zangue com preconceitos e que lute pela liberdade de expressão.Expressão.Eu expresso,tu expressas,ele expressa.
E por aí fora.

 

Que seja bom a português e a fazer contas.Que saiba descobrir o Norte numa poça de água e que se desoriente (pouco) para saber que não deveria ter virado à esquerda.
Seja ele quem for,que seja bondoso,educado e honesto.

 

Fomos nós que o gerámos,mas ele é dele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 13:39


2 comentários

De Chic'Ana a 11.05.2017 às 14:02

Muito bonito!!

De Inês Galego a 26.06.2017 às 09:04

Muito obrigada!

Comentar post




Comentários recentes



Mais sobre mim

foto do autor